fbpx

Aguarde...

https://www.institutophaneros.org.br/wp-content/themes/medicina-psicodelica

Paciente

Conheça a Psicoterapia Assistida por Psicodélicos do Brasil.

Instituto Phaneros

A Psicoterapia Assistida com Psicodélicos é uma das mais promissoras áreas da psiquiatria moderna. Realizamos pesquisas científicas com psicoterapia, utilizando psilocibina e MDMA, para diversas condições de saúde. Se você quiser participar como paciente em alguma de nossas pesquisas, se inscreva pelo formulário abaixo e entraremos em contato assim que possível.

Cadastre-se para receber informações sobre tratamentos.

Perguntas frequentes

Abaixo estão respondidas algumas dúvidas frequentes. Caso tenha uma outra pergunta, utilize a caixa de mensagem no formulário de contato.
- O que é a psicoterapia assistida por psicodélicos?
É o uso terapêutico de substâncias psicodélicas produzidas seguindo as boas práticas de fabricação, utilizadas por profissionais certificados em protocolos cientificamente testados e validados, sempre com acompanhamento.
- O que são os psicodélicos?
São substâncias psicoativas que temporariamente modificam a função cerebral e alteram o estado de consciência, propiciando acesso a memórias, emoções e modificando o raciocínio. As mais conhecidas são o LSD, a psilocibina (presente em “cogumelos mágicos”), a mescalina (presente em cactos como o Peyote), a DMT presente na ayahuasca e outras similares, como o MDMA.
- As substâncias psicodélicas são proibidas?
As substâncias psicodélicas em sua forma química são todas controladas internacionalmente, incluindo no Brasil, onde o controle fica a cargo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Algumas das plantas que as contém estão sujeitas a controles especiais, como no caso da ayahuasca no Brasil, atualmente autorizada para fins religiosos. O controle sobre as substâncias psicodélicas impede a fabricação, distribuição e comercialização em geral, mas autoriza o uso em casos específicos de pesquisas científicas sob autorização prévia das autoridades competentes.
- Como faço para me tratar com medicina psicodélica?
No momento o uso terapêutico de psicodélicos no Brasil, incluindo a ayahuasca, só pode ser realizado dentro de pesquisas científicas previamente autorizadas pelas autoridades competentes. Você pode se inscrever em nossa lista de espera para se candidatar a nossas pesquisas.
- Tomo remédios, posso fazer tratamentos com a medicina psicodélica?
A interação com outros medicamentos precisa sempre ser bem avaliada por profissional especializado. Em todas as pesquisas realizadas cada paciente é cuidadosamente acompanhado antes de iniciar o tratamento com medicina psicodélica.
- Quais doenças podem ser tratadas com a medicina psicodélica?
Atualmente as pesquisas clínicas (com pacientes) estão investigando o potencial terapêutico dos psicodélicos para tratamento de transtorno de estresse pós-traumático, depressão, dependência química (incluindo alcoolismo) e transtorno obsessivo compulsivo.
- Como faço para participar de pesquisas?
Você pode se inscrever em nossa lista de espera preenchendo o formulário acima. Ressaltamos que há uma série de procedimentos médicos necessários, de acordo com a legislação e com cada protocolo de pesquisa, e portanto se inscrever na lista de espera não garante inclusão nos estudos. Isso só poderá ser feitos após a triagem, quando cada paciente será cuidadosamente avaliado, visando em primeiro lugar garantir a segurança de todos.
- Psicodélicos viciam?
Não. As substâncias psicodélicas não estão associadas à dependência química, sendo raríssimos ou inexistentes casos de pessoas viciadas nessas substâncias e internadas para tratamento, como é notório para crack, cocaína, cigarro e álcool, entre outras. Entretanto, os psicodélicos podem ser abusados, e existem relatos abundantes de efeitos adversos relacionados ao consumo dessas substâncias em ambiente não controlado.
- Quanto tempo duram os efeitos?
Os efeitos duram algumas ou várias horas, a depender da substância e de fatores não farmacológicos, como genética, personalidade, transtorno e estado emocional do paciente. Os efeitos mais duradouros podem chegar a 12 horas e os mais curtos entre quatro e seis horas.
- Psicodélicos danificam neurônios?
Não. Há muitos rumores sobre psicodélicos danificarem neurônios e até mesmo o DNA, mas estes vieram de algumas pesquisas mal feitas nos anos 1950, quando a genética e a neurociência ainda estavam em seu início. Pesquisas modernas mostram são substâncias bastante atóxicas para o DNA e para o tecido nervoso e podem até estimular plasticidade neural e neurogênese.
- Posso me tratar sozinho comprando na ilegalidade?
Não. Além de cometer um crime, você correrá riscos com substâncias sem controle de qualidade, possivelmente contaminadas com outras drogas, e sem conhecer a dose segura. Além disso, o apoio terapêutico profissional é essencial para lidar com o conteúdo emocional que emerge durante e após a sessão com psicodélicos, então contra-indicamos qualquer tentativa de automedicação.
- A terapia será realizada por médicos?
De acordo com a legislação brasileira somente médicos podem receitar medicamentos. Na medicina psicodélica os terapeutas trabalham em equipes e não necessariamente serão todos médicos, mas durante cada processo terapêutico sempre haverá um médico responsável.
- Qual o custo da terapia?
As terapias realizadas durante as pesquisas são gratuitas.
- Pessoas de qualquer idade podem ser atendidas?
A idade para os participantes varia para cada protocolo de pesquisa e detalhes serão informados quando houver recrutamento de pacientes.